quinta-feira, 28 de junho de 2007

SIGMUND FREUD X TEREZA D'ÀVILA (por pe. Herculano)

Ambos de épocas diferentes e por caminhos diversos fizeram uma incursão no mistério pessoal humano. Freud na sutileza de um diálogo e na transferência afetiva descobre uma realidade dotada de conteúdos negativos que impedem o desabrochamento, reduzindo o campo da liberdadede de ser, o inconsciente humano.

Faz parte desta faculdade a constelação de experincias negativas que atuam imperceptivelmente no comportamento humano. Através da tecnica psicanalítica Freud desenvolve um processo de liberação destes elementos nocivos, dando ao homem condições saudáveis de vida para amar e trabalhar.

Tereza por outro lado, respondendo ao chamado interior de Deus realiza uma caminhada em direção a sala central do castelo humano onde encontra a Trindade Santa. É um diálogo libertador e construtor da nossa identificação com o Senhor. Na interação com a Trindade experimenta o ágape Trinitário no aqui e no agora..

De comum, entre o psicanalista e a santa temos a incursão pelo mistério humano. Divergem quanto aos objetivos.Freud por motivos patológicos e Tereza por motivos teológicos. Há também uma dimensão subsidária entre os dois. Quanto mais a psicologia, e aqui a psicanálise, trabalhar pela integração pessoal para um comportamento livre e responsável, melhor estará colaborando para o trabalho da graça. Ciência e Fé trabalham juntos para o confecção do novo homem manifestado em Jesus Cristo, afinal a graça supõe a natureza, mas uma natureza trabalhada.

2 comentários:

Daniel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniel disse...

Ola Pe. Herculano!
Sou Daniel, de Formiga, o senhor me ajudou no processo de formação enquanto estive em Brusque-SC, na Filosofia. Hoje estou fora do seminário e buscando meu caminho.
Ótima chave de compreensão do complexo processo de auto-conhecimento e descobrimento de si mesmo. De fato, conhecer-se e libertar-se é primordial, porém é necessário romper os limites do puramente humano e buscar a graça que nos preencherá por completo.
Lendo esse artigo, compreendo o que, muitas vezes o senhor quis nos ensinar, na terapia, e às vezes nao entendia.
Muito obrigado pelos momentos de descoberta e de luta interior.
Felicidades a vc!
Daniel dos Reis Pedrosa
+AMDG